Quadro do Barulho

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Eu em Brasília

Em novembro fui convidada a participar do encontro nacional de adolescentes e jovens comunicadores em Brasília. Apesar de estar animada, tive certo receio em aceitar , afinal de contas, seria a primeira vez que viajaria sozinha e para fora do estado.Mais a vontade de ir foi maior que tudo e quando vi já estava lá. A primeira pauta foi decidir os rumos da revista Viração, com base em analises de pesquisas de opinião da revista decidirmos o que seria mantido e reformular no ano seguinte. No mesmo dia também nos apresentamos e pudemos contar um pouco sobre os projetos de onde viemos. No dia seguinte fomos apresentados a brincadeira do anjo, nossos nomes seriam colocados em papeis e sorteados, cada um pegaria o nome de uma pessoa que teria que cuidar durante todo o encontro eu tirei uma menina de São Paulo chamada Laisa. Foi meio difícil cuidar dela, mas eu consegui.Voltando ao encontro, estava previsto que criássemos ações para fortalecer a rede de comunicação criada em 2008, durante a Conferencia Nacional de Juventude, essa rede tem a missão de fortalecer as articulações entre jovens de todo o pais; nos dividimos em grupos primeiro, para depois reunirmos as idéias,e quantas idéias diferentes , mas no final decidimos escolher 1 adolescente e 1 jovem de cada estado participante, e depois as 5 regiões se reuniam entre si para escolher 10 representantes, essas 10 pessoas teriam a função de cuidar da rede e manter a comunicação entre si. Já no terceiro dia nos dividimos em três grupos: o maior deles para organizar a cobertura da 2ª Conferencia Nacional de Juventude, afinal estavamos as vésperas dela, outro grupo seria para criar as articulações entre os delegados da Conferencia e o meu grupo participou da pesquisa sobre o uso das redes sociais pelos adolescentes com a Gabriela Gourlar do Unicef. E no final, soubemos quem eram nossos anjos, o meu era um menino chamado Chinader do Rio de janeiro, ele reconheceu que não consegui cuidar muito bem de mim, mas valeu a tentativa. Foram grandes experiências nesses três dias. tive a oportunidade conhecer diferentes culturas e saber a importância da comunicação para o ser humano; foi muito bom ter participado ativamente desse processo que sem duvida me deu uma independência e uma confiança fundamental para minha vida daqui pra frente.

3 comentários:

  1. muito legal dani, parabens pela experiencia...

    ResponderExcluir
  2. parabéns Dani por aceitar o desafio.
    nos encontramos na luta.

    ResponderExcluir